Livros - Abril de 2015

Livros - Março de 2015

Mais um mês passou e muitos foram os livros que passaram pelas minha mãos. Desta vez, a "culpa" foi uma feira de livros usados feito pela biblioteca pública da minha cidade, e eu acabei voltando para casa com uma caixa enorme de livros! Alguns dos livros eu comprei por serem "hard cover" e melhores do que a cópia que eu já tinha... outros foram para experimentar um novo escritor mesmo.

Lidos

Acho que primeiro tenho de falar sobre o livro do O. Henry. Eu já tinha escutado falar sobre ele e como que ele nasceu em uma cidade que fica à uns 40 minutos de carro de onde moro, mas eu nunca parei para ler nada dele. Finalmente peguei o Heart of the West na biblioteca e simplesmente adorei o estilo do cara! Sabe aqueles diálogos cheios de alegorias e usando palavras, momentos ou personagens históricos para dar sentidos duplos ou criativos no enredo? O cara manja e muito do assunto!

Depois teve o livro City que já tinha sido 'recomendado' pelo GoodReads. Imagine um mundo futurístico onde os habitantes do planeta terra são todos cachorros (os animais mesmo) e a palavra 'homem' é considerado uma lenda? Pois é, este livro conta como que a raça humana aos poucos foram deixando o nosso planeta e como que os cachorros acabaram por se tornar os novos donos. Em termos de ficção científica não tem muita coisa nova, mas o bacana mesmo é a forma que o 'mito' do ser humano aparece depois que toda a raça humana abandona o planeta e lendo sobre como os últimos humanos foram aos poucos aceitando o fato que a humanidade tinha chegado ao fim.

O More Baths, Less Talking é como que uma versão bem curta do Ten Years in the Tub: A Decade Soaking in Great Books, também do Nick Hornby, que é como um 'diário de bordo' de uma pessoa que está sempre lendo um monte de livros e escrevendo resenhas bem engraçadas sobre eles. Ele lê uns livros bem diferentes, abrangendo gêneros bem variados, e eu sempre encontro algo interessante para ler depois.

O The Good Earth, que ganhou o Prêmio Pulitzer em 1932, estava na minha lista para ler há muito tempo, e desta vez aproveitei que eu tinha encontrado uma cópia usada em boa condição e li ele todo de uma só vez! "O livro retrata a vida na China, numa época de grandes transformações econômicas e sociais, testemunhando a passagem do país de uma economia agrária para uma potência emergente. Com trabalho e perseverança, o chinês Wang Lung, de humilde camponês transforma-se em um grande proprietário, e as terras que possui são investidas de sacralidade, tornando-se-lhe mais importantes até do que sua família e até mesmo do que seus deuses. Descrevendo a trajetória de Wang Lung e sua família, o livro revela, assim, todas as fases da vida e suas vicissitudes, lutas, ambições e recompensas." (Wikipedia: The Good Earth)

Já o Shopgirl do ator, escritor e músico Steve Martin foi, na minha humilde opinião, o 'piorzinho' dos livros que eu li este mês. Eu já conhecia o ator por ter assistido muitas de suas comédias quando garoto e sabia que ele já ganhou muitos prêmios de música por ser, aparentemente, um excelente tocador de banjo, e como eu estava procurando algo divertido para ler, pensei: "quem sabe um livro do Steve Martin seja algo divertido para ler antes de dormir?". No final, achei o estilo dele meio 'forçado' e a personagem principal meio que sem 'sal'. Te garanto que eu tentei gostar do livro, mas não teve forma mesmo.

Li o Stranger in a Strange Land que me foi recomendado pelo pessoal do Grok Podcast. Este livro, obra do Robert A. Heinlein e ganhador do Prêmio Hugo de 1962, nos conta "a história de Valentine Michael Smith, um humano criado pelos habitantes do planeta Marte, até seu retorno à Terra no início da idade adulta. O romance explora sua interação com — e eventual transformação da — cultura terrestre." (Wikipedia: Stranger in a Strange Land). Apesar de ser uma ficção científica e super fácil de ler, o livro tem uma história bem profunda com 'tons' bem filosóficos que, e na minha opinião é melhor ler um pouco mais com paciência para realmente 'grok' o sentido da obra. :)

Por fim, li o Trigger Warning: Short Fictions and Disturbances por ser uma coleção de poemas e vários contos por um autor já conhecido e por prometer temas assustadores. Não fiquei decepcionado e a grande maioria dos contos mostram o quanto criativo Neil Gaiman é e como que com poucas linhas ele cria um mundo novo para você explorar.

Lendo

Como vocês podem ver, eu continuo lendo livros sobre outros livros :) Estas são as minhas fontes para descobrir sobre outros autores e livros que são citados como fonte de inspiração de outros escritores. Tanto o Ten Years in the Tub: A Decade Soaking in Great Books como o By The Book: Writers on Literature and the Literary Life from The New York Times Book Review eu leio aos poucos, saboreando cada capítulo sem muita pressa, para tambêm não ficar inundado de sugestões e gastar todo o meu salário em livros usados (o que não é fácil, como você vai ver na seção Comprados abaixo).

Em termos de novidades, estou lendo um livro sobre (de uma certa forma) filosofia para programdores que me parece ser muito útil, especialmente para quem ainda é novo no ramo. Apesar de já ter mais de uma década de experiência, o livro tem me servido de prova que alguns métodos e decisões que tomei ao longo da minha carreira se encaixam bem no perfíl de alguêm que está sempre se adaptando e tentando melhorar seu desempenho e crescer como um profissional. Recomendo fortemente!

Presentes

De vez em quando eu ganho uns livros de presentes (não tem coisa melhor no mundo), e este mês ganhei estes dois livros, dos quais o The Man in the High Castle eu jaá tinha lido mas ainda não tinha em casa. E como pode uma coisa destas? Não ter nenhum livro do Phillip K. Dick?

Comprados

Pronto, como podem ver eu abusei este mês e trouxe para casa uma caixa de livros (a maioria meus, mas minhas filhas e esposa também trouxeram coisas) usados que eu comprei em uma feira de livros. Como eu mencionei antes, alguns dos livros eu já tinha em casa, mas estavam em melhores condições que os meus. Outros, eu comprei para experimentar mesmo ou para completar minha coleção.

E vocês? O que leram este mês?


Comments

comments powered by Disqus