Cristiano Costa: Hora do Mac

Cristiano Costa: Hora Do Mac

Atualização: Me esqueci novamente de colocar o link para o vídeo da entrevista: Youtube

Mais um dia de calor aqui na Carolina do Norte, e mesmo na correria desta semana eu consegui achar um pouco de tempo para entrevistar o Cristiano Costa, aka @caccac, do podcast Hora do Mac (HDM)! Quem ainda não conhece o HDM não sabe o que está perdendo!

O HDM começou à quase 4 anos no fimzinho de 2008 lá em Porto Alegre e desde então o podcast já publicou 82 episódios e só tem aumentado em tamanho de equipe (divertidíssima diga-se de passagem), qualidade de assuntos, e popularidade. Hoje em dia conta com uma base de usuários super fiéis e até mesmo aparece dentre os podcasts mais destacados no iTunes!

Mesmo tendo somente uma hora (meu almoço) para conversar com o Cristiano, ainda assim deu tempo de conversar sobre como que tudo começou e como que foi gravado o primeiro episódio no dia 20 de outubro de 2008. Conversamos sobre o processo de gravar um podcast e como que o podcast evoluiu nos últimos anos. Também falamos sobre como que muitos usuários de GNU/Linux são atraídos pelo Mac OS, consumismo de música, livros e conteúdo digital, sobre o seu blog e gosto pela gastronomia e vários outros assuntos!

Gabriel Falcão: Yipit

Gabriel Falcão: Yipit

Olá pessoal e sejam muito bem-vindos ao episódio 32 do Castálio Podcast! Desta vez eu tive o enorme prazer de conversar com o Gabriel Falcão, desenvolvedor de vários projetos de software livre e que hoje mora em New York City.

A história do Gabriel é um excelente exemplo de como o mundo do software livre pode abrir as portas do mundo profissional para aqueles que são trabalhadores e competentes no que fazem! Começando pela universidade, quando o Gabriel escreveu o programa Guake para mostrar ao seu professor que haviam ferramentas bacanas para o GNOME, passando por sua estadia na Globo.com até chegar na Yipit em New York onde hoje trabalha com automatização de processos, este episódio é garantido de te deixar super animado ("ou eu não me chamo Raimundo Donato!!!")!

A parte mais impressionante para mim durante a entrevista foi o entusiasmo genuíno que o Gabriel tem pelo que faz! Do começo ao fim, e mesmo durante o nosso bate-papo depois que terminamos a gravação, a empolgação dele é super contagiante! Já combinamos de tomar um café este julho quando eu for à NYC visitar meus pais, e quem sabe, fazer um mini hack-a-ton?